1

Decorar frascos de compota

Compotas
Como reutilizo muitos frascos, nem sempre as tampas ficam perfeitas, há algumas marcas que utilizam colas muito fortes que depois para saírem é preciso esfregar muito ou utilizar produtos mais abrasivos que acabam por as danificar.Nesses casos, opto por colar tecido por cima da tampa, que sempre disfarça mais as imperfeições. Quando isso não acontece e as tampas estão bonitinhas, opto pelas formas ou pelos naperons de papel.Depois basta atar com uma fita a condizer.
Compotas
Em cima, o primeiro e terceiro frasco são compota de ameixa e o do meio é de pêssego. O meu pai deu-me uns pêssegos muito maduros (e saborosos), que supostamente já não serviam para ser consumidos, porque já tinham partes podres. Deu algum trabalho, escolher as partes sãs, mas valeu a pena.Como já acabei essa tarefa um pouco tarde e já não dava tempo para confeccionar a compota, deixei de um dia para o outro dentro do tacho cobertos com açúcar. No dia seguinte tinha o pêssego envolvido numa calda doce que levei ao lume a cozer. Depois de cozido o pêssego (fui verificando aos poucos), triturei grosseiramente e depois é sempre o mesmo método: pesa-se e junta-se a mesma quantidade de açúcar de compota.Leva-se ao lume e deixa-se cozer mais uns 10, 15 minutos ou conforme a indicação no pacote de açúcar, pois varia de marca para marca. Esteriliza-se o frasco e a tampa e deita-se a compota lá para dentro.Tapa-se e já está.

Os três frascos mais pequenos são de compota de frutos vermelhos. Guardo depois os frascos na despensa, um local seco e escuro. :)

0

Fazer gelado

Fazer gelado
A filha anda uma autêntica faz-tudo. Desta vez, deu algum uso à nossa máquina de fazer gelados. Por norma e por ter espaço tenho sempre a cuba no congelador. Assim quando queremos fazer um gelado não temos que esperar que a cuba fique congelada para utilizar a máquina. Confesso que ao início demorei algum tempo a perceber como se utilizava a máquina, as instruções que trazia eram escassas, mas agora não restam dúvidas.
Fazer gelado
Expliquei-lhe como podia fazer um gelado em poucos minutos e ela lá deitou mãos à obra.Bateu quatro iogurtes de morango com um pouco de corante vermelho e açúcar q.b.. Depois colocámos o preparado na cuba da máquina e ligamos-a por uns bons vinte minutos.Ao fim desse tempo, já podia ser consumido, mas optámos por deitar o gelado num recipiente com tampa e levar ao congelador para solidificar mais.Está delicioso. O pai, na brincadeira pediu a receita à filha. :)

Outros gelados aqui, aqui e aqui.

2

Fazer compota

Fazer compota
Agarrei na pequena e fomos fazer compota. Ensinei-a a pesar os frutos e o açúcar. Utilizamos amoras apanhadas por nós, mas por serem insuficientes juntámos mais amoras e framboesas de compra. Não é propriamente uma compota de baixo custo, até porque rende muito pouco, mas face ao resultado final eu acho que vale bem a pena.
Fazer compota
Portanto a 220 gramas de frutos juntámos 250 gramas de açúcar de compota e 50 mililitros de água. A pequena mexeu toda satisfeita.
Fazer compota
Depois a parte do fogão ficou para mim.Levei a lume brando e deixei ferver uns 10 a 15 minutos, enquanto a filha lavava os frascos e as tampas.Esterilizamos os frascos e tampas no forno durante 10 minutos a 100º de temperatura. Coloquei a compota dentro dos frascos quentes e tapei imediatamente.

- Como está a minha compota?

Eu provei do tacho e digo que está deliciosa. Agora falta decorar os frascos.

1

Um bolo para os lanches

Um bolo
Bati oito ovos inteiros com trezentas gramas de açúcar. Juntei cinquenta gramas de óleo alimentar e voltei a mexer.Adicionei trezentas e cinquenta gramas de farinha sem fermento e uma colher bem cheia de fermento em pó. Deitei o preparado numa forma de buraco untada com margarina e levei ao forno a cento e cinquenta graus até cozer.

Serviu para os nossos lanches e já não há. ;)

1

Trabalho de agulha

Trabalhos de agulha
Os trabalhos de agulha são excelentes para aperfeiçoar a motricidade fina. Encontrei estes cartões no Pinterest e a filha do meio encantou-se por esta actividade. Passou bastante tempo a passar fio pelos furos. Ao início teve algumas dificuldades, mas depois tomou-lhe o jeito e já fez sozinha.
Têm sido uns dias intensos, porque ela só quer produzir e o mais velho também quer repetir em casa o que tem feito nesta semana de actividades. Mas gosto de os ver assim, cheios de planos, mesmo quando estes me envolvem sem eu sequer imaginar que estou envolvida.

Também gostei desta idéia e desta.

1

Fazer pão

Fazer pão
O mais velho tem a semana cheia de actividades. Estive quase para inscrever a filha do meio, mas ela não quis, porque não conhece ninguém, blá, blá, blá. Apesar disso estive quase para a inscrever, porque ia-lhe fazer bem. Fiz mal, porque agora quando houve o irmão a contar o seu dia a dia, percebe que também devia ter ido. :S
Fazer pão
Para ultrapassar a situação, esta semana cá por casa haverá actividades específicas para ela. E uma delas foi fazer pão. Amassou, e amassou, tendeu o pão e enfiou rodelas de chouriço na massa. Ensinei-a a benzer o pão, coisas de antigamente.
Fazer pão
O mais novo esteve o tempo todo, a comer rodelas de chouriço. E o cheiro a pão cozido inundou a cozinha.
Pão
Estava bom. A pequena ficou feliz. :)

Outro post sobre pão.