0

Começar do zero

Job
Depois do monte, eu até já devia de estar preparada para isto ( e talvez até esteja), mas como continuo a ser uma optimista acho sempre que tudo vai correr bem e mesmo quando não corre bem, lá está, não desisto facilmente.Depois crio algumas expectativas e zás.Não sei o que é que me aborrece mais, se é o total desinteresse por aquilo que estou a tentar construir ou se são as desculpas esfarrapadas que me vão dando para esse desinteresse.As duas coisas são muito más, mas até me dão força para ir mais além.E mesmo que tudo não passe muito do zero, sei que a marca do meu trabalho já lá está.

2

Expectativas

Monte
Às vezes, obrigo-me a não criar expectativas.Quando dou por mim, lá estou eu a contar com o ovo no cú da galinha. Nestes tempos que correm, o mais certo é o ovo nem sair. Mas fico triste, porque neste caminho tão longo e penoso às vezes dava jeito um “carinho”.
Monte
Os miúdos correm pelo monte, cada um com o seu problema, cada um com a sua solução. Olham com desconfiança para as coisas que por ali vou fazendo. Coisas de petizes.
Ai, se não fossem algumas pessoas que tenho na minha vida, aqui estaria eu tão acompanhada e ao mesmo tempo tão só.

2

A espera

Objectos
Os meus dias têm tido um pouco de tudo, de coisas boas, de coisas menos boas, de recuos e avanços e de esperas. E prometi a mim mesma, serenidade. Tudo cá chegará, é uma questão de tempo e tenho imensa vontade de receber as coisas boas de braços abertos, já as coisas menos boas…até dispensava, especialmente quando estas incluem a falta de saúde das pessoas de quem gostamos.

Há uns tempos atrás agarrei em vários objectos de que gosto e fotografei-os.Durante muito tempo foi a foto de cabeçalho deste blogue.É bom quando ainda conseguimos controlar algumas coisas da nossa vida.

1

Cansada

Jardim

Os últimos dias têm sido difíceis.Ando cansada e preocupada com a minha vida profissional.Não está fácil e é preocupante, porque todos se queixam do mesmo.Vive-se um dia de cada vez.

Não tenho feito praticamente nada do que gosto e as noites mal dormidas…ui… também não ajudam.

Vamos ver, vamos ver.

4

Coisas que ainda hoje me fazem rir

Há uns bons anos atrás, solteiros e bons rapazes, tinha-mos o hábito de passar a passagem de ano em Vila Nova de Milfontes, fizesse chuva ou sol.Claro que às vezes chovia, mas isso nunca nos impediu de cumprir a tradição.

Então depois do último jantar prolongado de amigos do ano, decidimos que só lavaríamos a loiça no dia seguinte e na falta de mais meios coloquei a loiça suja dentro de um saco de plástico à entrada do bungalow.No meio do despacha e não despacha, já que o objectivo era passarmos a meia-noite no meio da vila e ainda tínhamos que andar um pouco a pé, viro-me para a minha cara-metade e disse-lhe:

-Amorzinho, vai despejar o lixo.

E o amorzinho agarrou no saco de plástico com a loiça suja e espetou com ele dentro do contentor. 🙂

 

 

2

Há dias

Jardim

em que não sei o que pensar do rumo que as coisas levam.Custa-me ver o País que eu tanto gosto, bater tão no fundo.Avizinham-se tempos difíceis.Temos que pensar muito bem onde gastamos os cêntimos.