O tempo dá passadas de gigante

Quem diria que já passaram 2 anos desde a última vez que escrevi no blogue. Parece que foi há bem menos tempo.

Deixei de andar de comboio, algum tempo depois. Tanta coisa mudou e tanta coisa permaneceu igual. Os filhos cresceram, adaptaram-se à sua nova realidade, os mais velhos tornaram-se adolescentes, deixaram de apreciar todas aquelas imensas coisas que fazia e que aqui partilhava, sempre com o objectivo de lhes criar memórias, boas memórias da infância. O filho mais novo, ainda se entusiasma com a possibilidade de fazer um bolo e acompanha-me em muitas outras tarefas, sempre sorridente. Não posso desperdiçar o tempo que ainda resta, até também ele se ver confrontado com todas as dúvidas e incertezas da adolescência.

Não sinto que foi tempo desperdiçado, lá mais para a frente tudo fará muito sentido. E à medida que os filhos exigem menos a minha atenção, posso também aproveitar para fazer outras coisas. Há um sem número de coisas que quero ainda vivenciar. Quem sabe, não retome o blogue? Podia alterar-lhe o nome, para algo que atualmente faça mais sentido, dar-lhe um refresh na imagem.

Assunto, certamente não faltará.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s