0

Partir

dsc04374.jpg

O mês passado a minha avó materna faleceu. Depois de uns últimos meses muito complicados, a sua saúde foi-se debilitando até um ponto de não retorno. E um capítulo se encerrou. Desse lado da família deixou de haver referências…pelo menos a nível físico, porque a nível emocional e enquanto existir memória, elas estão cá. Procurei ler alguns textos sobre este assunto tão delicado, sobre o que se sente quando se perde pai e mãe numa tentativa de apoiar a minha mãe, mas nestas coisas não há muito que se possa fazer, para além do que já se faz: escutar, abraçar, compreender.

E no fim, mesmo no fim, sobro eu, o que sinto, o que mais poderia ter feito. Sinto-me em paz, porque nestes últimos tempos tive a oportunidade de mimar muito a minha avó, de cozinhar aquelas coisinhas doces que ela gostava e que felizmente podia comer e de a poupar a pormenores da minha vida que certamente a iriam preocupar e entristecer. Há palavras suas que guardarei para sempre e o seu amor incondicional por mim e pelos meus filhos. Sinto-me abençoada por ter tido amada assim. ❤

 

2

Uma dúzia

Uma dúzia
O filho mais velho festejou mais um aniversário por estes dias.Como é que é possível que já tenham passado 12 anos?Parece que foi ontem.
Lembro-me de estar grávida e de alguém me dizer:”Vais ter um Peixes, vai ser um bébé muito calminho.”O nosso filho mais velho é tudo menos calmo, é um rapaz cheio de energia que não sossega um segundo e nem deixa em sossego quem o rodeia.É assim desde que nasceu.É o meu filho cobaia, foi com ele que aprendi o que é ser mãe.
Às vezes puxo uma cadeira, sento-me e dou-lhe colo, beijo-o, digo-lhe o tamanho do meu amor por ele.Às vezes ralho, outras vezes dizemos parvoíces um ao outro, às vezes os nossos feitios chocam.
Parabéns filho por mais um aniversário!Que faças muitos e que sejas feliz!

0

O nosso Natal

Bolo de gengibre
O nosso Natal foi muito simples.Mas houve tradições que se mantiveram.A filha fez o seu famoso bolo de gengibre, tal como o ano passado, mas este caprichámos na decoração aproximando-a da receita original.Foi giro fazermos estas casinhas em pasta de açúcar.
Crumble de maçã
E para suavizar esta época de excessos, optei por fazer um crumble de maçã como uma das sobremesas.

0

Casinhas de Gengibre

Casinhas de gengibre
Tal como em anos anteriores, este também fizemos casinhas de gengibre.
Casinhas de gengibre
Esta tarefa ocupa-nos sempre muito tempo, a montagem, o tempo de espera para secarem, a decoração.
Casinhas de gengibre
A minha filha diz: – Mal posso esperar, por fazermos as casinhas.
Bolachas de Natal
Nos tempos de espera, saíram mais umas bolachas do forno.

2

2015

2015
Quase no fim de mais um ano.Se tivesse que definir o meu 2015 diria que ele foi desafiante.Foi um ano onde muita coisa correu bem, mas onde também muita coisa correu mal.E aconteceu com cada coisa, algo a que vos fui poupando os detalhes.
Prefiro destacar as partes boas, que me fizeram sorrir e até chorar de alegria.O monte, após meses e meses de espera, a chegada de vários animais, o crescimento dos filhos, a família, o jogar das sementes na terra, os meus vizinhos do monte. E se há coisas que cada vez tenho menos, há outras, mais importantes até, que cada vez tenho mais.E sinto-me agradecida por isso.
Este ano os nossos postais de Natal levaram uma mensagem muito simples, mas muito importante: que o espírito de Natal esteja presente em todos os dias do Ano Novo. É isto!