0

Aos poucos

Jardim
Ou devagarinho.São assim os nossos dias.Não é fácil ajustar ritmos de vida diferentes, encaixar miúdos cheios de pressa em momentos da vida que acontecem devagarinho.E eles reclamam, porque gostavam que tudo acontecesse mais depressa.A soma de várias coisas pequenas resultam numa coisa grande.É por aí que tenho feito o meu caminho.E estou contente com o pouco que tenho construído.Quando alguém me vem ajudar, tudo avança mais rapidamente e eu fico agradecida.E em cinco meses muita coisa mudou, mas ainda não consegui chegar ao meu objectivo principal.;)

0

Cresceu

Cresceu
Esta nossa pequena cresceu.Acompanha-nos 24 horas por dia e isso a longo prazo pode ser um problema.Mas ela ainda é um bébé e os bébés requerem outros cuidados.Foi aceite por alguns e tolerada por outros.É o que dá ter muitos cães.
Cresceu
Ao início eu queixava-me que ela não gostava de mim, porque eu sou aquela que lhe impõe alguns limites e ela é uma teimosa que acha que pode fazer o que bem entende.Agora já procura mais a minha companhia, mas o que ela gosta mesmo é de brincar com os miúdos.Temos uma casa cheia de pequenada.

0

Uma dúzia

Jardim
Este ano devido ao início do projecto que tenho para o monte, tenho andando mais atenta aos cuidados que as árvores precisam.E é sempre com alguma tristeza que vou observando a nossa cerejeira, primeiro fica cheia de flores, depois de frutos e depois é ver as cerejas secarem pouco a pouco.Perante isto e pela primeira vez em vários anos decidi aplicar um produto específico para o vingamento dos frutos.Eu sou um bocadinho contra estas coisas, prefiro que tudo aconteça naturalmente.Mas a verdade é que ao longo dos anos, não aconteceu nada.A cerejeira simplesmente não deu cerejas.Houve um ano que deu uma.
Uma dúzia
Sei agora que deveria ter aplicado o produto mais cedo, logo desde a floração.Mas mesmo assim, só com uma aplicação obtivemos uma dúzia de cerejas.Foi uma festa, os miúdos só diziam está ali uma e ali outra.Algumas estão bicadas pelos pássaros, mas aquela que me calhou era saborosa.

2

Maio no Monte

Monte
As flores continuam a embelezar os canteiros.Obrigo-me por vezes, a parar e a fotografar.Esta roseira gostou tanto de voltar a receber cuidados que me presenteou com muitas rosas.
Monte
Estas flores fazem as delícias das abelhas, mas ainda não descobri o seu nome.
Monte
E flores silvestres é o que mais há por ali.O filho mais novo diverte-se a colhê-las e todos os dias oferece-me um ramo.
Monte
Com a azáfama dos nossos dias, este ano nem colhemos o ramo da espiga.
Monte
Para compensar, já temos umas boas amoras no congelador.Falta apenas decidir se avançamos com a compota ou se iniciamos a época do gelado.

0

Fim de Semana

Fim de semana
O nosso fim de semana foi intenso.Vivido ao segundo.Gosto particularmente de ver os primos juntos e o quanto eles se divertem.
Fim de semana
O Sol ofereceu-nos um dia espectacular e lá foram eles a banhos.
Fim de semana
O nosso priminho está um crescido.Que a vida lhe sorria, sempre!

4

Mudança

Flores do Monte
Sei que nem a meio do ano estamos (felizmente), mas se tivesse que escolher uma palavra para definir este 2015, escolheria a palavra mudança.Tantas coisas mudaram em tão pouco tempo, algumas devido a decisões difíceis, mas que se revelaram correctas.
Uma dessas mudanças teve um grande impacto na vida da nossa filha do meio.Tudo começou por alguns desentendimentos na escola, a que se seguiram os não gosto daquela escola, não quero ir para a escola e se inicialmente tentei não dar muita importância ao assunto, com o decorrer dos dias e com o aprofundar das situações comecei a deixar a minha filha na escola sempre com o coração apertado e a sentir que a estava a deixar num local em que eu não confiava.Depois de muitos acontecimentos maus, ponderarmos muito, e resolvemos mudá-la de escola a quatro meses do fim do ano escolar.Foi uma decisão arrojada, mas que se veio a verificar ser muito acertada.
Ela foi muito bem recebida, as meninas da sala fizeram-lhe uma recepção ao portão da escola, eu deixei completamente de a ver, foram mostrar-lhe a escola, a professora.É uma escola pequena, muito simples, mas onde valorizam a opinião pessoal, onde os incentivam a usar a imaginação, onde castigam quem se porta mal e elogiam quem se porta bem…tão diferente da escola anterior.Ela está feliz, a mudança obrigou-a também a crescer.Às vezes pergunto-lhe se quer voltar para a escola antiga.
-Achas?! Bem, só se for para visitar os meus antigos colegas.