0

Praia

Praia
As férias ainda estão longe, mas temos aproveitado o calor da melhor forma possível.Há muito tempo que não tinha um dia de praia tão agradável como este.Esta praia, apesar dos acessos, é lindíssima, apetece ficar, o mar é de um azul paradisíaco.
Praia
Eles usufruíram ao máximo e o mais novo lá veio com um balde cheio de pedras.Um dia muito feliz.

0

Pessoas novas

Lúcia-lima
Neste meu novo projecto tenho tido a oportunidade de conhecer pessoas com interesses semelhantes aos meus e que são uma verdadeira inspiração.Não perdem tempo com mexericos e fofocas e aproveitam todos os momentos para ler alguma coisa ou para partilhar algumas plantas que têm nas suas hortas, ou nas suas varandas. Para elas, qualquer garrafão vazio é um potencial vaso para aromáticas e já me ofereceram algumas espécies que eu não tinha.
Existem ainda outras pessoas muito voltadas para o artesanato e mensalmente realiza-se por aqui uma feira onde existe uma salutar troca de ideias.Faz-me lembrar outros tempos da minha vida.

0

A caminhar

Boungavilla
Pouco se tem escrito por aqui.Acho que tenho andado muito virada para os meus botões.Não tenho, no entanto, deixado de caminhar, de seguir em frente, mesmo quando não vejo resultados do meu esforço.E às vezes, há dias muito difíceis, que me preocupam.
Estou em pulgas para passar à fase seguinte, a fase do clique, a fase em que tudo começa a correr bem.Até já!

0

A Matilha

Max
O nosso pequenote cresceu e em breve irá para o monte.Passa a maior parte dos dias a armar confusão ou não fosse ele um bebezão em ponto grande.Dono de uma grande teimosia, avizinham-se dias trabalhosos para fazer dele um bom cão de guarda.
Betty
A minha cadela sénior suspira por algum sossego, mas isto por aqui não anda fácil.Muitos dos nossos dias parecem vindos do filme 101 Dálmatas com vários cãezinhos a correr pela casa.Tem sido trabalhoso, mas muito gratificante ajudar a Mel a cuidar dos seus filhotes.
Ninhada
E agora vem o momento difícil, mas necessário, a partida da ninhada para novos lares.Vamos ter saudades, mas é assim a vida.

0

5

5
O nosso pequenote celebrou o seu quinto aniversário, sem a pompa e circunstância de outros tempos, mas com muita felicidade.Por pouco não conseguia celebrar o seu dia especial na escola, coisas de quem nasceu no Verão, mas lá foi todo empolgado com o bolo e lembranças.
Muitas outras coisas têm preenchido os nossos dias, algumas que me fazem sorrir, outras que me fazem desesperar.Tem sido um caminho longo e espinhoso, onde as coisas demoram a dar certo.
Obrigo-me a fazer mais, mesmo com todos os sacrifícios que isso implica, obrigo-me a insistir, mesmo sem saber muito bem se valerá a pena.Pelo menos sei que dei o meu melhor.

0

Notícias do monte

Galinhas
O tempo que tenho dedicado ao monte tem sido curto, sempre a correr, sempre com pressa, sempre com vários compromissos que não me deixam estar onde realmente gosto de estar.A horta ressente-se da falta de atenção e as ervas não dão tréguas, dava-me jeito ter alguns animais maiores para irem limpando o terreno, mas por enquanto não é possível.
O nosso galo Pintarolas morreu.Depois de tudo o que ele passou, de ter conseguido escapar ao ataque ao galinheiro e de ter sido o único a sobreviver, merecia melhor sorte.Até porque tínhamos decidido poupá-lo, mas num espaço de dois dias tudo terminou.Temos então agora toda uma nova geração de galinhas que por estes dias iniciaram a postura dos ovos.
Temos ainda um trio de gansos muito jovens, que estamos a tentar habituar à nossa presença para evitarmos as bicadas tão características.
Duas das nossas patas estão chocas e percebo agora que nestas coisas, o melhor é interferir o menos possível.Lá andámos nós com todos os cuidados, a separar uma das patas e o seu ninho e ela acabou por comer os ovos quase todos, agora sem a nossa interferência tudo parece estar a correr melhor.O pato é que por vários motivos tem os dias contados.Vida do campo.
Em casa também tivemos algumas surpresas, tivemos um “acidente” com a nossa cadela Mel e fomos recentemente avós de uma ninhada de cãezinhos. Em quatorze anos de dona de cadelas, foi a primeira vez que tal sucedeu.Por um lado é uma grande preocupação, mas por outro é uma alegria imensa e não me canso de os agarrar e viver intensamente este momento.Em breve partilharei fotos dessas ternuras.

0

Junho

Bolo do pai
Por norma, Junho é um mês agitado, dois dos homens desta casa celebram o seu aniversário e depois entre familiares e amigos são quase mais dez a celebrar o seu dia especial neste mês.
Eu tenho andado completamente isolada destas comemorações, corro para um lado para logo a seguir correr para outro. Questiono-me se no meio de tanta correria, se não estarei a perder os momentos que realmente importam. Tenho quase a certeza que sim. Mas a vida por vezes tem destas coisas, não se consegue construir sem fazer alguns sacrifícios e começar do zero é penoso.Ultimamente têm acontecido percalços e mais percalços que nos levam a paciência, que nos dão cabo do orçamento familiar.No outro dia ao fechar o portão do monte, um dos encaixes de ferro partiu-se, e pergunto-me como é que um portão de ferro se parte…Também há pouco tempo, o pai desta casa teve um furo no pneu quando ia a caminho do trabalho, nesse mesmo dia, também eu tive um furo no pneu. São demasiados percalços e eu que sou tão positiva começo a desesperar.